Diagnóstico por imagem da mama: Métodos de diagnóstico

02/08/2019

Os principais métodos de imagem utilizados no diagnóstico das patologias mamárias são a mamografia e a ultrassonografia (US). Recentemente, a ressonância magnética vem sendo utilizada em algumas situações específicas, como em pacientes submetidas em cirurgia conservadora ou para a avaliação de próteses de silicone.

A mamografia é chamada de rastreamento quando realizada de rotina. Em paciente com idade entre 40 e 50 anos, o exame deve ser anual, e, pode ser anual ou bianual em pacientes entre 50 e 70 anos. Nos países onde o rastreamento mamográfico é oficial, nota-se importante redução da mortalidade pela neoplasia mamária, uma vez que esta neoplasia diagnosticada em fase precoce apresenta uma sobrevida alta.

Quando a paciente é sintomática e apresenta nódulo, dor, descarga papilar entre outros, é realizada a chamada mamografia diagnóstica, que pode ser realizada em pacientes de qualquer idade. Contudo, em pacientes jovens, prefere-se começar a investigação pela US, devido a alta densidade do parênquima mamário.

A ultra-sonografia mamária pode ser utilizada como exame inicial na investigação de patologias da mama em pacientes jovens, ou em situações onde haja dificuldade para a realização da mamografia. Também é indicada como complemento à mamografia em algumas situações, como para a diferenciação entre nódulos sólidos ou císticos. A US pode, ainda, ser utilizada como método de rastreamento em mamas densas.

Dra. Alexandra Fantinel Dornelles Leszczinski
Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

<< Voltar para todas as notícias

Top 5 - Mais lidas